sábado, 28 de abril de 2012

Há escolas que são gaiolas e há escolas que são asas


"Escolas que são gaiolas existem para que os pássaros desaprendam a arte do voo.
Pássaros engaiolados são pássaros sob controle. 
Engaiolados, o seu dono pode levá-los para onde quiser. 
Pássaros engaiolados sempre têm um dono. Deixaram de ser pássaros. 
Porque a essência dos pássaros é o voo.

Escolas que são asas não amam pássaros engaiolados. 
O que elas amam são pássaros em voo. 
Existem para dar aos pássaros coragem para voar. 
Ensinar o voo, isso elas não podem fazer, porque o voo já nasce dentro dos pássaros. 
O voo não pode ser ensinado. 
Só pode ser encorajado."



Rubem Alves



1 comentários:

Manuel Salgado Alves disse...

As escolas que querem tolher as asas dos seus estudantes, preocupam-se com o reforço da autoridade disciplinar do professor sobre os alunos, e em não propiciar a iniciativa de intervenção académica dos mesmos! Essa escola não prepara os seus estudantes para o exercício de uma cidadania plena.
A escola que quer fortalecer as asas dos seus estudantes, sabe criar um clima de produção de conhecimento novo: aprender a aprender em cooperação dos estudantes uns com os outros e sob a liderança do Professor. Essa escola preocupa-se em preparar os seus estudantes para o exercício de uma cidadania plena, participativa e democrática.

Enviar um comentário